Lista: Veja 7 seriados adolescentes e muito fofos do Disney+

Publicado em 19/11/20 01:00

Na coluna de hoje vamos listar sete seriados adolescentes que você precisa assistir no Disney+, novo serviço de streaming que acaba de estrear no Brasil.

Todos os seriados estão disponíveis para os assinantes do "mega acervo" da Disney. Vamos a um pequeno resumo de cada um:

7 - Não Fui Eu ("I Didn´t It"), 2 temporadas

Esse é um dos raríssimos casos em que a Disney cancelou um seriado após duas temporadas —diz a lenda, por falta de público. Por tradição a empresa faz sempre 4 temporadas de qualquer produção. Nem mais, nem menos. Em "Não Fui Eu" são cinco amigos bagunceiros, ultra-competitivos e também cínicos e trapalhões. Começou bem, mas a direção da Disney fez uma mudança brusca na estrutura da trama após o primeiro ano. Apesar do cancelamento, há episódios memoráveis nas duas temporadas disponíveis. Entre eles, "O Cara Novo", "O Desafio do Telefone" (episódio é hilário e genial) e "Lindy Mete o Nariz) (1ª); e na 2ª temporada temos "Festa do Pijama", "Um Cãozinho para Lindy" e "Elogio Acima das Meninas".

6 - Austin & Ally (idem), 4 temporadas

Doce e divertido, seriado conta a história de uma menina cantora, mas muito tímida que, enquanto sonha com uma carreira nos palcos, também trabalha na loja de instrumentos do pai (é a atriz Laura Marano, de "Bad Hair Day"); além dela há o cantor e compositor pop autoconfiante Austin (Ross Lynch). Ally e Austin decidem se unir numa parceria, mas sempre alguma coisa atrapalha. Geralmente ou a culpa é da melhor amiga de Ally (a preguiçosa Trish), ou do melhor amigo de Austin (o estabanado Dez).

5 - Hannah Montana (idem), 4 temporadas

Este é um seriado que poderia ter sido estendido por até 10 temporadas, caso a Disney quisesse. É a história da jovem cantora Miley Stewart (ou Cyrus), que é famosíssima em sua terra, o Tennessee, mas completamente desconhecida na nova cidade em que vai morar na Califórnia. O pai de Miley, Bill Ray, também trabalha na produção. É um dos maiores sucessos da Disney até hoje.

4 - Jessie (idem), 4 temporadas

A estrela é Debby Ryan (da polêmica "Insatiable", da Netflix). Aqui ela interpreta uma babá texana que vai morar em Manhattan para cuidar de três crianças adotadas por um casal de cineastas. O sonho de Jessie mesmo é ser atriz, mas ela fica ocupada demais com as crianças, que são umas pestes. Entre elas está o saudoso Cameron Boyce (1999-2019). Jessie ainda enfrenta o despeito e a preguiça de Bertram, o mordomo da família, que abriga ainda um imenso animal de estimação: um lagarto varano-malaio de dois metros, a Sra. Kipling.

3 - Os Feiticeiros de Waverly Place (Wizard of Waverly Place) 4 temporadas

De longe um dos mais adoráveis já feitos pela Disney. Acabou em 2012 mas até hoje tem fãs no mundo todo. No dia da estreia do serviço Disney+ no Brasil, o seriado se tornou um dos temas mais comentados do Twitter. Ele conta a saga dos Russo, uma família de feiticeiros que esconde seus poderes dos vizinhos e toca um restaurante em Nova York. A estrela é Selena Gomez, e os melhores momentos são seus embates com o irmão mais velho, Justin. Mais uma vez, pena que só foram 4 temporadas.

2 - Liv & Maddie (idem), 4 temporadas

Uma das grandes injustiças da história do Emmy foi não ter indicado a atriz Dove Cameron por seu incrível trabalho duplo neste seriado. Dove interpreta as gêmeas Liv —uma atriz teen que explodiu em Hollywood, mas voltou para cidade natal de Wisconsin— e Maddie, sua irmã nerd, competitiva e adoradora de basquete. A atuação de Dove é absolutamente fantástica e o espectador muitas vezes até esquece que ali há apenas uma atriz atuando. Liv & Maddie ainda têm mais dois irmãos malucos, geniais e problemáticos, Joey e Parker (que perfurou toda a casa com túneis), além dos pais descompensados —e que são professoras na escola dos filhos.

1 - Boa Sorte, Charlie ("Good Luck, Charlie"), 4 temporadas

Na opinião desta coluna, o melhor seriado já feito pela Disney até hoje: o elenco mais sintonizado, engraçado e as tramas mais inteligentes. Os textos dos episódios são o que há de melhor no humor (inofensivo) norte-americano. Lamentavelmente o Disney+ só colocou por enquanto a 1ª das 4 temporadas. O seriado conta a história da família Duncan, que mora do Colorado. O pai, Bob, é o dono de uma empresa exterminadora de insetos e pragas. A mãe, Amy, é enfermeira, sonha em trabalhar na TV, mas tem tantos filhos que é obrigada a virar dona de casa em tempo integral. A garota Teddy (Bridget Mendler) parece ser a única pessoa sensata na casa. Em cada episódio ela grava um vídeo para ser visto por sua irmãzinha caçula quando ela crescer: é Charlie, a bebezinha dos Duncan (que tanto pode ser fofa como uma peste). "Boa Sorte Charlie" conta ainda com uma das melhores e mais engraçadas coadjuvantes da Disney, a vizinha rabugenta Sra. Debney, que é infernizada pelo maligno e insidioso Gabe Duncan. Nota: Sra Debney definitivamente merecia um seriado só dela.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops

Fonte: UOL Cinemas // UOL