Velozes e Furiosos 9 | Jordana Brewster quer versão feminina da franquia

Publicado em 14/06/21 22:00

Jordana Brewster, a Mia Toretto de Velozes e Furiosos, não vê a hora de um título da franquia protagonizado por uma mulher. [via Indiewire

Segundo a atriz em entrevista a rádio SiriusXM Town Hall, enquanto divulgava o F9, “eu ouvi esses rumores [sobre um filme da franquia estrelado por uma mulher]. Sim, acho que seria incrível.”, ela conta. 

Pense em todas as pessoas que poderíamos trazer de volta”, disse Brewster. “Poderíamos trazer Eva Mendes, com quem seria incrível trabalhar. Há Helen Mirren, Charlize Theron, Nathalie [Emmanuel], que acabou de entrar, além de mim e Michelle [Rodriguez]. Seria muito, muito legal. Então, eu não posso falar sobre as discussões, mas acho que seria incrível. Então, cruzem os dedos.”

Em 2019, o astro Vin Diesel chegou a prometer uma versão estrelada por uma protagonista feminina, mas, não é preciso dizer que isso não aconteceu até hoje. 

Durante a entrevista, a atriz ainda falou mais sobre a franquia e admitiu que um capítulo da saga não lhe traz boas lembranças “Não gosto de rever o 4. Paul está de terno, eu estou com um vestido vermelho, além de estar triste e chateada com ele. É o único que não me lembro com carinho”, ela recorda.

Em Velozes e Furiosios 9, Dom Toretto (Vin Diesel), Letty (Michelle Rodriguez) e o pequeno Brian vivem uma vida tranquila, até que a aparição da antiga turma de Toretto anuncia a chegada de uma nova ameaça e, assim, o início de uma nova aventura ao redor do mundo. Para enfrentar um grupo de mercenários liderados por seu irmão Jakob (John Cena) e por Cipher (Charlize Theron), Toretto contará com a ajuda de novos aliados e também personagens queridos pelo público.

A direção ficou com Justin Lin, que retorna à franquia após assinar Velozes e Furiosos 46Tyrese GibsonChris “Ludacris” BridgesNathalie Emmanuel, Sung Kang e Helen Mirren estão no elenco, além de Brewster.

Velozes e Furiosos 9 estreia dia 22 de julho nos cinemas brasileiros.

Fonte: Omelete // Flávio Pinto