"Tomorrowland", com George Clooney, foi um dos grandes fracassos de 2015

Publicado em 18/11/18 14:00

Filme escalado para a "Temperatura Máxima" da Globo deste domingo (18), "Tomorrowland - Um Lugar Onde Nada é Impossível" foi um dos grandes fracassos de bilheteria de 2015. A aventura futurista protagonizada por George Clooney vai ao ar logo depois do "Popstar", a partir das 14h35.

Dirigido por Brad Bird e com roteiro dele e do cocriador da série "Lost", Damon Lindelof, "Tomorrowland" coloca na tela as primeiras visões de utopia científica de Walt Disney dentro de um vibrante paraíso, em um reino paralelo que conseguiu levar ao topo o verdadeiro potencial da humanidade. Mas Tomorrowland é uma terra misteriosamente perdida, e a tarefa de recuperá-la e revitalizá-la recai sobre Casey Newton (Britt Robertson), uma adolescente com certa aptidão para a ciência.

Segundo a revista "The Hollywood Reporter", este foi o primeiro grande fracasso financeiro do estúdio Disney depois de "O Cavaleiro Solitário", estrelado por Johnny Depp, que perdeu US$ 190 milhões.

"Tomorrowland" arrecadou US$ 209 milhões, longe do suficiente para cobrir todos os custos da Disney, que girou em torno de US$ 330 milhões.

Com um orçamento de US$ 180 milhões (e mais US$ 150 milhões só com marketing), o filme tinha tudo a seu favor: um cineasta de sucesso (o mesmo de "Missão: Impossível - Protocolo Fantasma" e "Os Incríveis") e estrelas globais (George Clooney e Hugh Laurie, da série "House"). No entanto, provocou dúvidas sobre seu público alvo: apesar da classificação indicativa de 10 anos, é um filme para crianças ou adultos? E teve uma estreia morna, arrecadando apenas US$ 42,700.

Conhecido por representar homens carismáticos e charmosos, Clooney disse à Reuters, na época, que se divertiu fazendo o personagem. "Tudo o que você vê é apocalíptico hoje em dia, e este filme é uma coisa divertida de se fazer". 

"Eu sei que Brad é um otimista, e ele queria escrever um filme que dissesse que, a cada vez que você liga no noticiário e vê o quanto a coisa é triste, isso não tem que acabar dessa forma, que há um futuro lá fora se você se envolver, e eu gosto dessa ideia", falou Clooney. 

Fonte: UOL Cinemas // UOL