Vídeos exibidos em julgamento mostram falhas de segurança no set de Rust

Publicado em 29/02/24 20:00

O julgamento da armeira do filme Rust, Hannah Gutierrez-Reed, pela acusação de homicídio culposo da diretora de fotografia Halyna Hutchins, segue acontecendo e novos vídeos exibidos mostraram falhas de segurança e pressa na hora de recomeçar as cenas. Hutchins morreu em 2021, após um disparo acidental de uma arma usada por Alec Baldwin [via Variety]. 

Kari Morrissey, uma dos dois promotores especiais do caso, exibiu vídeos durante o interrogatório de Bryan Carpenter, um armeiro veterano que atua como perito do estado, mostrando as inúmeras falhas na segurança das armas. Entre elas, imagens de um dublê que pode ser visto andando com uma espingarda apontada para cima – falhando em sempre manter a saída do projétil apontada de forma segura.

Em outro momento, o dublê girou com a arma apontada para cima e depois entregou a arma a um ator mirim. Carpenter, culpou Gutierrez Reed por não intervir ou retirar a espingarda da cena.

Em outras cenas, Gutierrez Reed pode ser vista segurando uma espingarda em pé pelo cano. Vídeos mostram também Alec Baldwin apressando os companheiros de equipe entre uma tomada e outra. "Mais um! Mais um! Mais um! Agora mesmo!", Baldwin aparece gritando. “Vamos recarregar! Devíamos ter duas armas e ficamos recarregando as duas”, disse Baldwin visivelmente impaciente, de acordo com a Variety.

Carpenter também disse que quando Baldwin estava tentando acelerar o recarregamento da pistola, a armeira deveria ter desacelerado as coisas.

“Correr com armas de fogo e dizer a alguém para correr com armas de fogo não é normal nem aceito”, testemunhou Carpenter. “Em uma situação como essa, quando você está sendo tão apressado, é aí que a segurança começa a cair no esquecimento.”

Em outra tomada, Baldwin pode ser visto deitado de costas no chão, segurando uma pistola. Ele gesticulou com a arma, explicando à equipe como iria se levantar e atirar. Questionado se viu algo de errado com o clipe, Carpenter disse: “Ele está usando a arma para apontar”.

Hannah Gutierrez-Reed enfrenta acusação de homicídio culposo e adulteração de provas. Gutierrez-Reed carregou por engano uma bala real na arma de Baldwin, que deveria conter apenas manequins.

Após a tragédia, Rust retomou as gravações em maio do ano passado. Agora, os produtores buscam acordo para a distribuição do filme.