Morre Roger Michell, diretor de Um Lugar Chamado Notting Hill, aos 65

Publicado em 23/09/21 17:00

O diretor de cinema e teatro Roger Michell, mais conhecido por assinar a comédia romântica Um Lugar Chamado Notting Hill (1999), morreu ontem (22) aos 65 anos. A família confirmou a notícia à Associated Press, sem revelar a causa da morte.

Michell, que nasceu na África do Sul, construiu sua carreira primeiro no teatro britânico, onde chegou a ser diretor residente da prestigiada Royal Shakespeare Company. Ele fez o pulo para as telas no início dos anos 1990, inicialmente na TV, onde venceu BAFTAs por Persuasão (1995) e The Lost Honour of Christopher Jeffries (2014).

Após estrear no cinema com o drama LGBTQIA+ My Night with Reg (1997) e fazer o thriller social Lutando Pela Paz (1998), Michell dirigiu Julia RobertsHugh Grant em Notting Hill, que se tornaria um hit internacional e o levaria a trabalhar em Hollywood.

Roberts postou no Instagram logo depois de saber da morte de Michell. "Eu amei cada segundo que passamos juntos. Que ele descanse em paz", escreveu a estrela.

Nas décadas seguintes, o cineasta trabalhou com Ben AffleckSamuel L. Jackson no suspense Fora de Controle (2002); com Rachel McAdamsHarrison Ford em Uma Manhã Gloriosa (2010); com Rachel Weisz em Minha Prima Raquel (2017); e com Susan Sarandon em A Despedida (2019).

Outros filmes do currículo de Michell incluem Venus (2006), responsável pela última indicação de Peter O'Toole para o Oscar; Um Fim de Semana em Hyde Park (2012), com Bill MurrayLaura Linney; e The Duke (2020), com Jim BroadbentHelen Mirren, seu último longa-metragem.

Fonte: Omelete // Caio Coletti