O que "Foxcatcher", que está no UOL Play, mudou na história dos lutadores

Publicado em 30/05/20 05:00

Indicado a cinco Oscars, o filme "Foxcatcher - Uma História que Chocou o Mundo" (2015), que está no UOL Play, radiografa a trágica e verídica história dos americanos Mark (Channing Tatum) e David Schultz (Mark Ruffalo). Dois irmãos que eram astros da luta greco-romana nos Estados Unidos e treinaram na equipe Foxcatcher, criada pelo magnata John du Pont (Steve Carell).

Mas o que é mostrado na tela aconteceu exatamente daquela maneira? Não. A começar pelo nariz e dentes falsos de Steve Carell, que ganhou uma merecida indicação ao Oscar de melhor ator pelo papel. Ficou curioso? Acompanhe a seguir o que o filme tem de verdadeiro e o que foi dramatizado, em mais um episódio da série do UOL "Real vs. Ficção".

É verdade que Mark Schultz aceitou entrar para a equipe de Du Pont, chamada Foxcatcher, acreditando que o magnata salvaria sua carreira?

Sim. Mas ele não via em Du Pont a figura de um salvador. O atleta estava interessado mesmo era no salário fixo e nas condições de trabalho oferecidas pelo milionário, que possuía um amplo centro de treinamento montado em uma fazenda no estado da Pensilvânia. Antes de ingressar na Foxcatcher, Schultz (mais jovem dos irmãos) já havia trabalhado como assistente técnico de Du Pont na Universidade Villanova.

Mark se mudou para o centro logo após se encontrar com Du Pont?

Não. Segundo diz em entrevistas, Mark tinha muito mais desconfiança na situação e só aceitou se mudar para lá após Du Pont demiti-lo do cargo de assistente técnico na universidade. Viver isolado e concentrado na fazenda foi uma condição estabelecida para ele continuar como integrante da equipe.

Os irmãos Schultz chegaram a viver juntos na propriedade nos anos 1980?

Não. O filme mistura passagens. Mark viveu lá entre 1986 e 1988, quando desistiu de aturar a personalidade ególatra e sufocante do chefe. Já David e sua família se mudaram em 1989, permanecendo até o atleta ser assassinado no início de 1996. David fora recrutado em um segundo momento para treinar e integrar a equipe americana na Olimpíada de Atlanta, que seria disputada no mesmo ano.

John Du Pont e Steve Carell - Reprodução/Montagem
John Du Pont e Steve Carell
Imagem: Reprodução/Montagem

Du Pont abusou sexualmente dos lutadores da equipe?

Essa é uma das questões mais polêmicas do longa e tem respaldo na realidade. Em 1988, Du Pont foi demitido da Universidade Villanova após acusações de abuso sexual. Uma delas veio de outro técnico, que afirmou ter sido dispensado depois de recusar investidas sexuais.

Mark Schultz e John du Pont tiveram um relacionamento sexual?

Não, apesar de "Foxcatcher" sugerir isso. Depois da repercussão do filme, Mark atacou publicamente o diretor Bennett Miller, afirmando que sua intenção era "doentia e ofensiva", colocando em dúvida seu legado como atleta.

Eu disse a Bennett Miller para cortar essa cena, mas ele disse que ela servia para dar ao público a sensação de que Du Pont estava invadindo sua privacidade e espaço pessoal.
Mark Schultz

Channing Tatum e Mark Schultz - Reprodução/Montagem
Channing Tatum e Mark Schultz
Imagem: Reprodução/Montagem

John du Pont realmente dirigiu um tanque em torno de sua propriedade?

Parece mentira, mas não é. Possuir um tanque pessoal era apenas um exemplo de seu comportamento excêntrico e, na maioria das vezes, tóxico. De acordo com o jornal "NY Daily News", o multimilionário também tinha o hábito de enviar lutadores a sótãos para caçar fantasmas e certa vez usou dinamite para destruir um covil de filhotes de raposa.

Mark Schultz e John du Pont consumiram cocaína juntos?

Sim. No filme, Du Pont convence Mark Schultz a experimentar a droga enquanto viajavam de helicóptero para um banquete. Sobre esse episódio, o lutador diz apenas que John du Pont havia perguntado onde poderia comprar cocaína. Mas ele admite que os dois chegaram a consumi-la juntos em outros lugares, "duas ou três vezes".

Mark chegou a treinar John du Pont em uma luta?

Não. O filme inventou essa passagem. "Nunca lhe mostrei movimentos nem ensinei nada sobre luta livre", postou Mark em sua página no Facebook.

Dave Schultz e Mark Ruffalo, que vive o lutador em "Foxcatcher" - Reprodução/Montagem
Dave Schultz e Mark Ruffalo, que vive o lutador em "Foxcatcher"
Imagem: Reprodução/Montagem

ATENÇÃO: AVISO DE SPOILER IMPORTANTE. NÃO LEIA O TRECHO ABAIXO CASO VOCÊ NÃO QUEIRA SABER COMO TERMINA 'FOXCATCHER'

.

.

.

John du Pont matou David porque não aceitava a saída de Mark?

Não. Na época, segundo relatos, David, o único amigo —ou algo próximo disso— de Du Pont, já havia manifestado interesse de deixar a equipe Foxcatcher após a Olimpíada de 1996 para se tornar treinador em Stanford. Du Pont não admitia essa possibilidade, o que teria criado uma tensão que desembocaria no assassinato a tiros.

Nancy, mulher de David Schultz, realmente testemunhou o assassinato?

Sim. E os filhos do casal também. Ela inclusive participou da produção para aferir veracidade a cenas como essa. Assim como no filme, Nancy realmente virou o marido e o embalou em seus braços antes de morrer. "Eu disse 'eu te amo' para, talvez, ele levar essas palavras", relembrou à rede NBC.

A polícia "congelou" John du Pont para fazê-lo sair de casa?

Sim. Embora não fique claro no roteiro, policiais desligaram as caldeiras que aqueciam o Foxcatcher Estate, que tinha 44 quartos, onde Du Pont decidiu se esconder por dois dias (a quantidade de tempo não é especificada no filme) após o crime. Ele terminou capturado quando saiu para consertar as caldeiras. Foi julgado e condenado a 30 anos. Morreu na prisão em 2010.

Fonte: UOL Cinemas // UOL