Matrix 4 ajudou Lana Wachowski a lidar com luto após morte dos pais

Publicado em 14/09/21 17:00

Lana Wachowski revelou por que decidiu voltar ao mundo da franquia mais famosa de sua carreira em Matrix Resurrections. A diretora e roteirista, que assume o quarto filme sem a assistência da irmã, Lilly Wachowski, disse durante uma conferência artística na Alemanha que trazer Neo e Trinity de volta foi uma forma de lidar com a morte dos pais.

"Eu e Lilly sempre achamos que a história de Matrix tinha terminado [com o terceiro filme]. Embora todos os anos a Warner Bros. nos pedisse para fazer outro, nunca foi interessante para mim essa ideia. Até que algo muito difícil aconteceu na minha vida: meu pai e minha mãe ficaram doentes, e depois morreram. [...] E, nesse meio tempo, também perdi um amigo de muitos anos... Foi um momento de luto constante: meu pai, meu amigo, minha mãe. Eu não sabia processar isso, nunca tinha vivido algo parecido", contou ela.

Foi neste período que a história para o quarto filme "explodiu na cabeça" de Lana, como ela mesma definiu. "Eu não podia ter meu pai e minha mãe, mas de repente podia ter Neo e Trinity, que são provavelmente os dois personagens mais importantes da minha vida. Foi um grande conforto poder trazê-los de volta à vida, porque é muito fácil. Você pode olhar e dizer: 'Okay, essas pessoas morreram, mas vou ressuscitá-las'. Isso não é incrível? É simples, e é o que a arte, as histórias, fazem por nós. Elas nos confortam, e são importantes", completou.

O novo capítulo da franquia estrelada por Keanu Reeves Carrie-Anne Moss tem estreia prevista para 16 de dezembro de 2021.

O primeiro Matrix foi lançado em 1999. Junto com as sequências, Matrix Reloaded e Matrix Revolutions, ambas de 2003, a franquia faturou US$1,6 bilhão nas bilheterias mundiais.

Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Fonte: Omelete // Caio Coletti