Kate Hudson conta que está criando filha sem definição de gênero

Publicado em 24/01/19 14:00

A atriz Kate Hudson deu à luz Rani há três meses, filha de seu relacionamento com Danny Fujikawa. Ela já é mãe de dois meninos (Bingham, de 7 anos, e Ryder, de 15), mas, desta vez, ela afirma que tem tentado uma criação sem adotar padrões de gênero para a menina.

Em entrevista ao site AOL, ela falou sobre a primeira filha. "Não mudou muito o modo como lido, mas realmente há uma diferença. Mas acho que devemos criar nossas crianças individualmente, independentemente do gênero. Até porque não sabemos como ela vai se identificar depois", afirmou a atriz de 39 anos, estrela de filmes como "Quase Famosos" e "Como Perder um Homem em 10 Dias".

"Agora, eu a vejo incrivelmente feminina com sua energia, seus sons e seu jeito. É bem diferente do que foram os meninos, e acho divertido desta vez realmente comprar roupas de criança", completou Hudson.

"Com os meninos, eram só macacões. Mas eu fiz um ótimo trabalho com eles", riu a atriz. "Mas com ela é outra coisa. Tem coisas que nem posso comprar, porque seria um exagero".

Kate Hudson conta que foi criada só com meninos, os irmãos, e que se vestia e brincava como eles. "Você fica casca grossa. Geralmente me perguntam se eles me protegiam, mas eles me jogavam no fogo", contou ela que, por outro lado, maquiava e vestia um dos irmãos.

Rani é filha de Kate com Danny Fujikawa, que foi vocalista e guitarrista da banda de folk rock Chief. Antes disso, ela teve Bingham com Matt Bellamy (conhecido pela carreira na banda Muse) e Ryder com Chris Robinson (ex-The Black Crowes).

Fonte: UOL Cinemas // Maurício Dehò