Dia da Mentira: 7 vezes que trailers de filmes nos enganaram

Publicado em 01/04/19 05:00

ATENÇÃO: O texto a seguir contém spoilers de diversos filmes. Não leia se não quiser saber o que acontece.

O 1º de abril marca, em vários países ao redor do mundo, o Dia da Mentira. E o ato de mentir ganhou uma nova dimensão na cultura obcecada por spoilers em que vivemos atualmente.

Para evitar que os fãs, ligados 24 horas por dia em possíveis novidades e detalhes dos seus filmes favoritos, tenham sua experiência estragada pelos spoilers, muitos diretores e estúdios de Hollywood decidiram colocar algumas mentirinhas nos seus trailers.

Já outros produtores de conteúdo recorreram à mentira porque acharam que ela venderia o seu filme melhor. Com raras exceções, este tipo de propaganda enganosa costuma sair cara para os estúdios, que enfrentam uma horda de fãs furiosos depois da verdade vir à tona.

Por um motivo ou por outro, confira 7 vezes em que trailers mentiram para nós:

"Vingadores: Guerra Infinita"

Assista ao trailer de "Vingadores: Guerra Infinita"

UOL Entretenimento

Talvez o caso mais famoso de "trailer mentiroso". Os irmãos Russo, diretores de "Vingadores: Guerra Infinita", contaram com efeitos especiais para incluir no trailer uma imagem de vários heróis correndo em direção à câmera, na climática batalha em Wakanda, que incluía o Hulk (Mark Ruffalo) ao fundo. Quando o filme chegou aos cinemas, o Gigante Esmeralda foi substituído pelo Dr. Bruce Banner, seu alter ego humano, pilotando a armadura do Hulkbuster.

Durante "Guerra Infinita", o Dr. Banner encontrou problemas na hora de se transformar no Hulk, visto que o grandalhão estava acovardado depois de perder uma batalha contra o vilão Thanos (Josh Brolin) no começo do filme. Fãs apostam que isso deve mudar na sequência, "Vingadores: Ultimato".

"Esquadrão Suicida"

Assista ao trailer de "Esquadrão Suicida"

omelete

Ao som do clássico "Bohemian Rhapsody", do Queen, o primeiro trailer de "Esquadrão Suicida" nos deixou salivando pelo filme da DC. A prévia prometia um longa sombrio, mas com senso de humor, no melhor espírito das HQs do grupo de vilões/anti-heróis liderados pela Arlequina (Margot Robbie).

O trailer também dava a entender que o Coringa (Jared Leto) teria uma participação grande na história. No entanto, após passar por uma pós-produção problemática e várias edições diferentes, o filme que chegou aos cinemas não entregou o que prometeu.

O próprio Leto já expressou sua insatisfação com o corte de várias cenas do seu Coringa, enquanto os fãs reclamaram da trama pouco convincente e dos personagens secundários pouco desenvolvidos. O resultado: a DC vai repensar sua abordagem (e até trocar alguns atores) para a continuação.

"Passageiros"

Assista ao trailer de "Passageiros"

Cenapop

É natural que filmes tentem esconder reviravoltas e grandes surpresas em seus trailers, mas "Passageiros" nos chocou ao omitir das prévias algo que mudava o tom e o rumo de sua trama completamente.

No trailer, somos levados a crer que esta é a história de Jim (Chris Pratt) e Aurora (Jennifer Lawrence), que são acordados por acidente no meio de uma longa viagem espacial. Como não conseguem voltar ao seu sono criogênico, onde seriam impedidos de envelhecer enquanto passariam anos atravessando o universo a caminho de um novo planeta, eles estão destinados a morrer na nave -- mas têm um ao outro como companhia.

Acontece que esta não é a trama de "Passageiros". Como descobrimos nos cinemas, apenas Jim é acordado por acidente no meio da viagem. Após muito tempo sozinho tentando aceitar o seu destino, ele é quem acorda Aurora, de propósito, efetivamente condenando-a à morte.

"Godzilla"

Assista ao trailer de "Godzilla"

HQManiacs.com

Bryan Cranston era um dos nomes mais falados de Hollywood em 2014 graças ao sucesso de "Breaking Bad". Assim, o relançamento da franquia "Godzilla" aproveitou a notoriedade do ator para colocá-lo em uma posição central nos trailers, dando a entender que o seu Joe Brody, um cientista envolvido no acidente que criou um dos monstros do filme, era o protagonista (humano) da história.

A verdade é que Cranston aparece por menos da metade do filme, morrendo quando um dos monstros que mais tarde será combatido por Godzilla sai de sua crisálida. É o filho do seu personagem, o soldado Ford (Aaron Taylor-Johnson), o verdadeiro astro do longa.

"Beleza Oculta"

Assista ao trailer de "Beleza Oculta"

Cenapop

A trama que o trailer de "Beleza Oculta" tenta vender já é bem complicada: Howard (Will Smith), um homem de negócios, é afetado por uma tragédia em sua vida familiar, e tenta lidar com seu luto escrevendo cartas para conceitos abstratos como a Morte, o Tempo e o Amor. Para a surpresa de Howard, no entanto, ele é visitado pelas personificações destes conceitos, que tentam ajudá-lo a lidar com o que aconteceu.

O que a prévia de "Beleza Oculta" omite, no entanto, é que estas personificações da Morte, do Tempo e do Amor são na verdade atores, contratados pelos "amigos" de Howard, que estão preocupados com o estado de sua empresa. Como diz o ditado: Com amigos assim, quem precisa de inimigos?

Lotado de astros como Helen Mirren, Kate Winslet, Keira Knightley, Edward Norton e Michael Peña, "Beleza Oculta" ainda inclui uma segunda reviravolta. No final, o filme dá a entender que os tais atores são de fato as personificações da Morte, do Tempo e do Amor -- que, além de ajudar Howard, estavam tentando ensinar uma lição aos seus amigos inescrupulosos.

"Drive"

Assista ao trailer de "Drive"

UOL Cinema

Se você não assistiu a "Drive", filme estrelado por Ryan Gosling em 2011, pode ser perdoado por pensar que se trata de um filme de ação no estilo "Velozes e Furiosos". Afinal, o protagonista é um dublê de Hollywood e mecânico que, nas horas vagas, dirige carros de fuga para vários criminosos.

O trailer lançado na época que o filme estava para chegar aos cinemas se aproveitou desta premissa para colocar o foco em cenas de perseguição e apresentar o personagem de Gosling como mais um herói hollywoodiano que desafia o mundo do crime pelo amor de uma garota (Carey Mulligan).

Acontece que o filme, dirigido pelo dinamarquês Nicolas Winding Refn, não é nada disso. Na verdade, "Drive" é um drama excêntrico, com um protagonista nada heroico (ele nem mesmo tem um nome no filme) e poucas cenas de ação -- quase todas usadas no trailer.

"Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet"

Assista ao trailer de "Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet"

Cinema Cego

"Sweeney Todd" estreou como musical na Broadway na década de 1970, mas o estúdio que produziu a versão cinematográfica da obra, em 2007, achou que seria uma boa ideia criar trailers que escondiam do público um elemento fundamental do filme: a música.

O trailer de "Sweeney Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet" desfila os atrativos comuns de mais uma obra do diretor Tim Burton: estilo sombrio, maquiagens exageradas, performances de Johnny Depp e Helena Bonham-Carter, e por aí vai.

Apenas uma cena no meio da prévia, no entanto, entrega que o filme sobre o barbeiro buscando vingança pelo rapto e abuso de sua mulher é um musical. O momento, com o personagem título andando pelas ruas de Londres e cantando sobre seu plano violento, é pouco para um filme em que os números musicais são predominantes.

Fonte: UOL Cinemas // Caio Coletti