Estrela dos anos 50 e 60, atriz e cantora Doris Day morre aos 97 anos

Publicado em 13/05/19 11:00

A atriz Doris Day morreu hoje, aos 97 anos. Ela ficou famosa principalmente por suas atuações e pela carreira de cantora, dando voz a trilhas sonoras de filmes nos anos 1960, tornando-se uma das maiores estrelas do cinema.

A informação foi confirmada à AP pela Doris Day Animal Foundation, fundação que levava seu nome. Day estava em sua casa, em Carmel Valley, na Califórnia, cercada por amigos.

"Ela estava com saúde física excelente para sua idade, até recentemente contrair um caso sério de pneumonia", disse a fundação, que se prestava a uma das paixões de Day, ajudar na causa dos animais.

No último dia 3 de abril, ela havia completado 97 anos. Day, nascida em Cincinnati, começou sua carreira cantando em big bands, em 1939, e teve uma carreira sólida como cantora e gravando trilhas sonoras.

Como atriz, chamou a atenção desde "Romance em Alto-Mar", de 1948, "Ardida como Pimenta", de 1953, e "O Homem Que Sabia Demais", de Alfred Hitchcock, em 1956. Esteve também em "Confidências à Meia-Noite" e "Eu, Ela e a Outra", entre muitos outros. Uma de suas parcerias mais marcantes era com Rock Hudson.

Doris Day foi premiada com o prêmio pelo conjunto da obra pelo Grammy e foi indicada ao Oscar de melhor atriz. Casada quatro vezes, teve um filho, Terry Melcher, que morreu em 2004, e passou os últimos anos vivendo uma rotina mais discreta e dedicada à sua fundação.

Fonte: UOL Cinemas // Maurício Dehò