Ashton Kutcher deve testemunhar contra homem acusado de matar sua ex-namorada

Publicado em 03/05/19 17:00

Ashton Kutcher deve fazer uma aparição nos próximos dias em um tribunal de Los Angeles, EUA, onde está ocorrendo o julgamento de Michael Gargiulo. O réu é acusado de matar várias mulheres, incluindo uma ex-namorada do ator, a estudante de moda Ashley Ellerin.

Um porta-voz do tribunal confirmou para o site E! News que Kutcher está na lista de testemunhas do julgamento. O ator chegou a visitar a casa da então namorada no dia de seu assassinato, em 2001, e por isso pode estabelecer detalhes importantes do incidente.

Segundo depoimento que Kutcher prestou durante a investigação, ele e Ellerin haviam marcado de ir juntos a uma festa que ocorreria após a cerimônia do Grammy, que estava acontecendo naquela noite. O ator tentou contatar a namorada diversas vezes por telefone antes de ir até a sua casa.

Kutcher disse que bateu à porta de Ellerin e não recebeu resposta. O ator também contou que, antes de ir embora, espiou pela janela da casa e viu o que ele presumiu ser um pouco de vinho tinto derrubado no tapete da sala -- na verdade, era o sangue de Ellerin.

O corpo da estudante de moda, então com 22 anos de idade, foi encontrado na manhã seguinte por sua colega de quarto. Ellerin foi esfaqueada 47 vezes. A investigação de seu assassinato não rendeu pistas até recentemente, quando a polícia conseguiu conectar o crime a três outros.

Trabalhando em um dos casos (o assassino de uma jovem chamada Michelle Murphy, em 2008), os investigadores conseguiram achar evidência de DNA que apontou para Michael Gargiulo.

Fonte: UOL Cinemas // Caio Coletti