Alfonso Cuarón só topou dirigir Harry Potter após ser chamado de arrogante

Publicado em 24/05/24 12:00

Um dos filmes mais queridos pelos fãs da franquia, Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban quase não teve Alfonso Cuarón na direção. Em entrevista à Total Film para celebrar o aniversário de 20 anos do lançamento do longa, o diretor revelou que teve dúvidas em aceitar o convite para comandar o projeto.

Segundo o cineasta, Chris Columbus estava se afastando da cadeira de diretor depois de dirigir Pedra Filosofal e Câmara Secreta, mas Cuarón não era exatamente um grande fã de Harry Potter"Fiquei confuso porque isso não estava no meu radar. Falo frequentemente com Guillermo [del Toro] e, alguns dias depois, eu disse: 'Sabe, eles me ofereceram esse filme de Harry Potter, mas é muito estranho que eles me ofereçam isso'."

Del Toro percebeu a oportunidade que a franquia Harry Potter representava, então deu ao seu amigo de longa data e colega diretor um conselho duro: "Ele disse: 'Espere, espere, espere, você disse que não leu Harry Potter?'. Respondi: 'Não acho que seja para mim'. Em um léxico muito florido, em espanhol, ele disse: 'Você é um idiota arrogante'".

O filme Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban retornará as telonas por tempo limitado. Com reestreia exclusiva em 4 de junho, o filme estará disponível em alguns cinemas selecionados. A pré-venda inicia em 28 de maio. Para mais informações, consulte os cinemas de sua cidade.

Depois de oito filmes de sucesso lançados entre 2001 e 2011, Harry Potter passará por um reboot televisivo produzido e lançado pela Max. A nova série da Max deve readaptar os livros de Harry Potter escritos por J.K. Rowling, e tem o envolvimento da própria autora na equipe de bastidores, apesar das acusações de transfobia que passaram a definir sua persona pública nos últimos anos.