Watchmen fecha ciclos, mas deixa mistério em último episódio

Publicado em 16/12/19 03:00

ATENÇÃO: O texto abaixo contém spoilers do final de temporada de Watchmen. Não leia se não quiser saber o que acontece.

Watchmen exibiu neste domingo aquele que — por enquanto — é seu último episódio, Veja Como Eles Voam (See How The Fly, no original em inglês). O capítulo fechou os ciclos da história e entregou um encerramento digno do alto nível que a série vinha mantendo desde seu início, mas deixou um mistério final que pode se desdobrar em uma possível segunda temporada, se a HBO e o criador Damon Lindelof assim desejarem.

Abaixo, destrinchamos tudo o que aconteceu no final da série.

Sim, Lady Trieu é filha de Ozymandias

O nono episódio começou confirmando uma teoria que há muito circulava entre os fãs da série: a de que Lady Trieu fosse filha de Adrian Veidt, o Ozymandias. A mãe da cientista, uma faxineira que trabalhava no complexo de Veidt em 1985, se inseminou com uma amostra de esperma que o patrão deixava guardada e foi embora.

Em 2008, Trieu foi procurar Ozymandias em Karnak, na Antártida, em busca de ajuda para conseguir algumas dezenas de bilhões de dólares — o dinheiro que ela precisaria para conseguir transferir para si os poderes de Dr. Manhattan (falaremos mais sobre isso abaixo). Veidt se recusou a ajudá-la e disse que nunca a chamaria de "filha". Essa última resolução, no entanto, não durou muito tempo: em suas tentativas de escapar de Europa, ele deixou uma mensagem de "salve-me, filha", conforme foi revelado quando ele, finalmente, conseguiu entrar em uma nave enviada por Trieu. Isso depois, claro, de cavar um túnel com uma ferradura para escapar de sua cela e, depois, usá-la como arma para matar o Guarda-Florestal, que tentava impedi-lo de ir.

E, no fim, Ozymandias estava escondido o tempo todo na forma da estátua que habitava o escritório de Lady Trieu: ele foi "congelado" daquela forma para aguentar a viagem, e a filha só o libertou para que ele pudesse presenciá-la adquirindo os poderes de Manhattan.

Todos querem ser Dr. Manhattan

Dr. Manhattan/Cal começou o episódio dentro de uma jaula projetada pela Sétima Kavalaria, após ser transportado contra a sua vontade. Feitas com lítio, as grades mexiam com as percepções de Manhattan, dificultando que ele conseguisse se manter no presente. Presenciando tudo, estavam a agente Laurie Blake, ainda em cativeiro, e Looking Glass, disfarçado com uma máscara de Roscharch — assim como toda a cúpula do grupo supremacista, incluindo o senador Joe Keene.

Em um momento expositivo, o senador explicou que foi durante os eventos da Noite Branca, quando vários policiais foram mortos, que percebeu que Manhattan estava entre eles. Dois assassinos haviam sido enviados para a casa de Angela Abar: um foi atingido por ela, o outro acabou teletransportado por Cal para o Novo México. Veidt, vale lembrar, apareceu no episódio anterior dizendo que, mesmo sem memória, Manhattan poderia usar seus poderes por reflexo em uma situação de vida ou morte.

Foi a partir daí que Keene começou a preparar os planos para tomar para si os poderes de Manhattan. O senador tentava iniciar o procedimento quando Angela chegou e tentou pará-lo, alertando de que Trieu estava ciente de tudo e provavelmente não deixaria a transferência funcionar —no que estava certa.

Quando Keene tentou realizar o procedimento, todos os presentes foram teletransportados para o local onde, há quase um século, havia ocorrido o massacre de Greenwood, o maior da história americana. Lá, Lady Trieu surgiu para ler uma carta de William Reeves, o Justiça Encapuzada, antes de desintegrar todos os membros da Kavalaria que estavam por lá. Com Keene, isso não foi necessário, já que o corpo do senador havia explodido dentro da câmara onde ele estava.

Trieu admitiu que usou a Kavalaria para que Manhattan não percebesse seu envolvimento, o que lhe permitiria tomar os poderes para, segundo ela, resolver os problemas da humanidade, como a fome e a poluição. Em um momento de consciência, Manhattan conseguiu transportar Veidt, Blake e Looking Glass para Karnak para que eles pudessem ajudar a impedi-la. Questionado por Angela sobre não tê-la levado, ele admitiu que a deixou lá porque não queria estar sozinho quando morresse, o que não demorou a acontecer.

No meio tempo, Veidt, reconhecendo que a filha era uma narcisista que não deveria ter as habilidades de uma divindade, descobriu uma forma de por um ponto final nos planos dela: lançando lulas congeladas do céu. "Serão como metralhadoras", disse ele. E funcionou: as lulas derrubaram a grande máquina que Trieu estava usando, o que a matou. Sua filha-mãe Bian conseguiu sobreviver, em choque. Angela, alertada por Laurie, também conseguiu escapar.

Angela com poderes?

A detetive foi ao encontro dos filhos e do avô, que lhe contou que Manhattan já sabia qual seria seu destino e disse uma frase que o marido deixou para ela: "Não dá para fazer omelete sem quebrar alguns ovos". De acordo com ele, Angela entenderia tudo quando fosse a hora certa.

E, por algo que não é mera coincidência, quando ela chegou em casa com os filhos e o avô, ela se deparou com a caixa de ovos que havia quebrado mais cedo. Só havia um intacto, o que a lembrou de quando Manhattan disse ser possível, em tese, transferir seus poderes para outra pessoa por meio de um ovo. À beira da piscina, Angela comeu o ovo cru e começou a colocar seus pés sobre a água, mas o episódio terminou antes que pudéssemos ver se ela de fato conseguia andar sobre a água, como o marido fazia. Dessa forma, Lindelof deixou um mistério que tanto pode permanecer não resolvido como pode servir de gancho para possíveis novos episódios.

Ozymandias preso e aceno às HQs

Sim, Ozymandias teve sua prisão decretada por Laurie por conta de sua farsa com a lula gigante, que deixou mais de 3 milhões de mortos em 1985. "Eu salvei a humanidade de novo", protestou Veidt, antes de ser desacordado por um golpe desferido por Looking Glass. Os três deixaram a base em Karnak, presumivelmente, no Archie, o veículo usado pelo Coruja nas HQs criadas por Alan Moore e Dave Gibbons, que foi revelado como parte dos itens mantidos por Veidt em sua base.

Fonte: UOL Cinemas // Beatriz Amendola