Presidente da Universal Pictures diz que venda da Paramount é triste para cinema

Publicado em 18/05/24 18:00

Presidente da Universal Pictures, Donna Langley lamentou a possibilidade da Paramount Pictures desaparecer do mercado em meio às atuais negociações da venda do estúdio. A Paramount atualmente estuda uma oferta conjunta da Sony Pictures e da Apollo Global por sua aquisição.

"É triste. Estas empresas foram sempre incríveis e eu acredito muito neste cenário competitivo, meio 'todos os barcos subirão com a maré, há espaço para todo mundo'", disse a executiva durante um encontro no Festival de Cannes, segundo a revista Variety. Langley ainda afirmou que o maior número de concorrentes ajuda o mercado de cinema.

"Eu gosto de ter competidores saudáveis. É muito mais divertido e interessante, além de ser o melhor para os negócios."

Apesar da tristeza, Langley diz acreditar que as negociações em torno do estúdio serão resolvidas até o fim do ano, independente de quem acabar dono da Paramount. "Ninguém sabe o que está acontecendo", disse. "A consolidação é inevitável, ela vai acontecer."

A proposta conjunta da Sony e da Apollo é de US$ 26 bilhões em dinheiro — ou seja, sem incluir ações ou patrimônio físico, apenas verdinhas. Entretanto, no momento a Paramount está estudando uma fusão com a Skydance Media. A National Amusements, empresa que controla a Paramount, já deu o aval para um possível acordo, que traria conhecimentos em tecnologia e animação, incluindo John Lasseter, ex-executivo da Pixar.