Nicolas Cage admite que estava "bêbado" na cerimônia do seu casamento relâmpago

Publicado em 29/03/19 19:00

Nicolas Cage admitiu que ele e a maquiadora Erika Koike estavam "bêbados" quando se casaram em Las Vegas há quatro dias. As informações são do TMZ, que divulgou mais informações sobre a ordem judicial feita pelo ator para cancelar o matrimônio.

Cage explica nos registros oficiais que "Erika sugeriu que eles deveriam se casar" e que ele reagiu de "forma impulsiva e sem entendimento do impacto de suas ações".

O ator afirma ainda que o casamento foi uma fraude porque ela não revelou "toda a natureza e extensão de seu relacionamento com uma outra pessoa". Ele também diz que ela não revelou que possui um histórico criminal.

O matrimônio é justificável, segundo Cage, porque "conflito de personalidades tornam os dois incompatíveis no casamento".

O TMZ ainda conseguiu uma foto do casal minutos após eles se casarem -- e a situação realmente não estava num clima de lua de mel. Segundo testemunhas, o casal brigou na saída do cartório antes de irem embora.

O casal está junto desde abril de 2018, e este é o quarto casamento de Cage. Ele já uniu laços com Patricia Arquette (1995-2001), Lisa Marie Presley (2002-2004) e Alice Kim (2014-2016).

Um vídeo que circulou no começo desta semana mostra o astro e a atual mulher no cartório para obter a autorização para o casamento, no último sábado. Eles trocaram alianças horas depois.

Na gravação, Cage está aparentemente embriagado e, segundo testemunhas, falava que ela "vai tirar todo o meu dinheiro".

"Eu não vou fazer isso", diz o ator no vídeo sobre o casamento. "Eu não pedi para você fazer isso", responde Erika. No final, ele a empurra para que fossem assinar os papéis.

Veja o vídeo abaixo:

Fonte: UOL Cinemas // Rodolfo Vicentini