Mulheres e negros ganham número recorde de Oscar na cerimônia de 2019

Publicado em 25/02/19 02:00

A edição 2019 do Oscar entregou mais estatuetas para mulheres e artistas negros do que qualquer outra na história da premiação. Segundo o "The Wrap", foram 15 estatuetas para mulheres e 7 para pessoas negras.

O recorde de premiações para artistas do sexo feminino havia sido estabelecido em 2007, quando 12 mulheres venceram o Oscar. A edição de 2015 igualou este número, mas não o ultrapassou.

Enquanto isso, o recorde de prêmios para artistas negros pertencia ao Oscar 2017, quando cinco estatuetas foram entregues para indicados desta etnia. Foi o ano em que Mahershala Ali venceu por "Moonlight: Sob a Luz do Luar" -- o ator também está entre os vencedores de hoje.

As listas histórias coincidem em três instâncias: Ruth E. Carter (melhor figurino por "Pantera Negra"), Hannah Beechler (melhor direção de arte por "Pantera Negra") e Regina King (melhor atriz coadjuvante por "Se a Rua Beale Falasse") são mulheres negras.

As outras vencedoras do sexo feminino foram: Elizabeth Chai Vasarhelyi e Shannon Dill (melhor documentário por "Free Solo"), Rayka Zehtabchi e Melissa Berton (melhor documentário em curta-metragem por “Period. End of Sentence.”), Kate Biscoe e Patricia DeHaney (melhor cabelo e maquiagem por "Vice") Domee Shi e Becky Neiman-Cobb (melhor curta-metragem de animação por “Bao”) Jaime Ray Newman (melhor curta-metragem por "Skin"), Nina Hartstone (melhor edição de som por “Bohemian Rhapsody”), Lady Gaga (melhor canção original por “Shallow”, de "Nasce Uma Estrela") e Olivia Colman (melhor atriz por "A Favorita").

Enquanto isso, os outros artistas negros honrados com o Oscar foram: Mahershala Ali (melhor ator coadjuvante por "Green Book: O Guia"), Spike Lee e Kevin Willmott (melhor roteiro adaptado por "Infiltrado na Klan") e Peter Ramsey (melhor animação por "Homem-Aranha no Aranhaverso").

Fonte: UOL Cinemas // Caio Coletti