Morre Al Ruddy, icônico produtor de O Poderoso Chefão, aos 94 anos

Publicado em 29/05/24 00:00

Albert S. Ruddy, icônico produtor de Hollywood também conhecido como Al Ruddy, morreu no último sábado (25), em Los Angeles, aos 94 anos. A morte foi confirmada por uma porta-voz oficial da família do executivo.

Ruddy é um dos nove produtores a ganhar dois ou mais Oscars de Melhor Filme e tem a distinção de ganhá-los com o maior intervalo entre eles – 32 anos. Ele levou a estatueta dourada por O Poderoso Chefão (1973) e Menina de Ouro (2005).

Ruddy nasceu em 28 de março de 1930, em Montreal e foi criado na cidade de Nova York. Quando jovem, ele se destacou na natação e quase ganhou uma vaga para Olimpíadas antes de se dedicar à carreira em Hollywood.

Recentemente, ele foi interpretado por Miles Teller na minissérie The Offer, do Paramount+, que narra a experiência de Ruddy nos bastidores de O Poderoso Chefão. Seu último trabalho no cinema foi em Cry Macho, longa que o reuniu com o diretor e ator Clint Eastwood 17 anos depois de Menina de Ouro.

Em sua carreira, Ruddy também colecionou créditos como roteirista. Entre os títulos em seu currículo, ele escreveu ou coescreveu filmes como o remake de Golpe Baixo, Quatro Mulheres e um Destino e a versão de Matilda de 1978.

"Al Ruddy foi absolutamente lindo para mim o tempo todo em O Poderoso Chefão; mesmo quando eles não me queriam, ele me queria. Ele me deu o dom do encorajamento quando mais precisei e nunca esquecerei", disse Al Pacino em depoimento ao Deadline. "Ele era um grande amigo meu e sentirei muita falta dele", compeltou Clint Eastwood.

Seus créditos na TV incluem quase 200 episódios de Walker, Texas Ranger, estrelada por Chuck Norris entre 1993 a 2001 na CBS. Walkersérie recém-cancelada e estrelada por Jared Padalecki, foi baseado na atração produzida por Ruddy.