Mads Mikkelsen não que viver mais vilões após 'Doutor Estranho' e '007'

Publicado em 14/05/21 14:00

O ator dinamarquês Mads Mikkelsen se sente cansado de interpretar vilões em filmes de Hollywood e deseja fazer outros papéis em breve.

Mikkelsen interpretou o anti-herói Kaecilius em "Doutor Estranho" (2016), além de viver Le Chiffre, o arqui-inimigo de James Bond em "007 - Casino Royale" (2006).

Em entrevista à IndieWire, ele afirmou que está preparado para outros caminhos.

Estou interpretando pessoas mal compreendida. Tive alguns papéis americanos não vilões que tendem a ser os vilões, fiz um filme americano chamado 'Ártico'. Ele não é um vilão, então sou grato por isso. Talvez os tempos mudem um pouco e as pessoas estejam assistindo um pouco mais das coisas dinamarquesas. Talvez aceitem um sotaque engraçado para um personagem do homem comum. Se não for esse o caso, fico feliz com o que estou fazendo.

Mads Mikkelsen - Divulgação - Divulgação
O ator Mads Mikkelsen participa do filme "Doutor Estranho"
Imagem: Divulgação

Ele ainda faz Gellert Grindelwald em "Animais Fantásticos e Onde Habitam 3", substituindo Johnny Depp — ele foi forçado pela produtora Warner Bros. a abdicar de sua participação na franquia depois de Depp perder uma batalha legal contra o jornal The Sun, que noticiou supostos atos violentos do ator contra a ex-mulher Amber Heard.

É um luxo, então se é isso que está vindo em minha direção, vou aceitá-lo qualquer dia. Se eles quiserem que eu faça outra coisa, vou tentar.

O ator fez parte do filme "Druk: Mais Uma Rodada", que ganhou o Oscar de Melhor Filme Internacional neste ano.

Mads Mikkelsen - Divulgação - Divulgação
Mads Mikkelsen em cena de Druk - Mais uma Rodada
Imagem: Divulgação

Um dia depois da premiação, o longa já entrou no rastro de um remake que pode ser estrelado por Leonardo DiCaprio.

Mikkelsen disse estar feliz por não estar no elenco do remake.

Feliz por não fazer parte disso. Isto é o que nós fizemos. Ao contrário do teatro, onde você pode fazer um ano e repetir alguns anos depois, os pequenos momentos que fazemos nos filmes estão acontecendo aqui e agora

Na sua opinião, mesmo ganhando um Oscar, é muito complicado viver seu personagem Martin novamente.

Provavelmente gostaria de mudar essas cenas novamente. Isso nunca pode acontecer. É uma coisa complicada repetir o mesmo personagem. É melhor estar nas mãos de outra pessoa.

Fonte: UOL Cinemas // UOL