Lena Headey admite: "Queria uma morte melhor para Cersei em Game of Thrones"

Publicado em 17/06/19 09:00

Uma das figuras do elenco mais aclamadas em Game of Thrones, Lena Headey viu sua personagem, Cersei, morrer de forma que dividiu opiniões na temporada final de Game of Thrones. A Lannister não sobreviveu a um soterramento na destruição de Porto Real, quando estava ao lado do irmão Jaime (Nicolaj Coster-Waldau). Apesar de ter feito elogios ao desfecho anteriormente, agora Lena voltou atrás e admite que queria algo mais grandioso.

Em entrevista ao The Guardian, Lena se abriu sobre o fim da série, que quebrou recordes de audiência pelo mundo. Questionada se os roteiristas David Benioff e Dan Weiss falharam em entregar o desfecho esperado, foi cuidadosa.

"Não, veja bem. Eu investi na série como espectadora e tenho meus personagens favoritos. E tenho minhas queixas. Mas nunca me sentei bêbada depois do fim com David e Dan". O repórter perguntou o que ela falaria se estivesse bebendo com os roteiristas.

Eu diria que queria uma morte melhor

Lena explicou: "Obviamente você sonha com sua morte. Você pode ir embora de qualquer forma nesta série. Então, eu fiquei meio tensa. Mas eu acho que eles não poderiam agradar a todos. Não importa o que eles fizessem, eu acho que sempre haveria grandes quedas nesta escalada".

Enquanto alguns como Kit Harington e Emilia Clarke sofreram com a gravação de GoT - o primeiro foi internado em uma clínica de reabilitação e a segunda sofreu aneurismas -, Lena está bem e em contato com os companheiros.

"Temos um grupo de Whatsapp que é hilário. Lá você sabe quem anda bebendo", afirmou ela. "Tem sido incrível. Coisas acabam, e você segue em frente."

A entrada em GoT

Lena Headey relembrou como foi escalada para a série. Ela viveu no fim da década de 2000 Sarah Connor em Terminator: The Sarah Connor Chronicles, uma série de pouco impacto. Mas chamou a atenção do ator Peter Dinklage - o Tyrion, de Game of Thrones -, que sugeriu que ela fosse chamada para um teste.

"Estávamos fazendo um filme independente e estávamos nesta caravana superquente, quando Pete sugeriu: 'Você precisa ler isso'. Eu amo o Pete e pensei: 'Se ele está falando, é porque deve ser bom pra c...'", relembrou ela, que achou que iria passar um mês rindo e gravando na Escócia, mas acabou em uma longa e impactante série, que mudou sua carreira e a fez ganhar, segundo o Hollywood Reporter, US$ 1 milhão por episódio.

Fonte: UOL Cinemas // Maurício Dehò