Jussie Smollett diz a elenco de "Empire" que é inocente; colegas pedem demissão

Publicado em 22/02/19 10:00

O clima na gravação da série "Empire" ficou pesado com o desenrolar do caso de Jussie Smollett, acusado de forjar uma agressão que disse ter sofrido em janeiro. Smollett, que foi preso, pagou fiança e ontem foi liberado, partiu direto para o set do seriado. Por lá, segundo o TMZ, colegas de trabalho pediram para que ele seja demitido, enquanto o ator disse ser inocente de ter prestado uma queixa falsa à polícia.

De acordo com o site, Smollett se atrasou em cerca de meia hora para a gravação de uma cena programada, mas chegou a tempo de rodá-la após entregar seu passaporte e pagar fiança para ser liberado.

Ele teria se dirigido aos colegas: "Me desculpem por colocar vocês nessa situação e por não responder às suas ligações. Eu queria dizer que lamento e, vocês me conhecem, eu nunca faria isso com vocês, vocês são minha família. Eu juro por Deus, eu não fiz isso". 

Chorando muito nos bastidores, Smollett teve de interromper o trabalho e gravar a cena mais tarde.

O pedido de desculpas, no entanto, não deve adiantar para alguns dos atores e atrizes com quem contracena, assim como integrantes da produção. De acordo com o TMZ, muitos consideram que ele manchou a imagem do seriado e estão furiosos com a situação.

Um dos pontos para tanta raiva é o fato de Smollett ter tido apoio dos colegas quando houve a notícia do suposto ataque homofóbico e racista. Descobrir que ele teria forjado a agressão foi doloroso e embaraçoso para os companheiros de set. Ainda se discute nos bastidores como o caso será levado e o futuro do ator em "Empire".

Uma das suspeitas da polícia é de que Smollett estava insatisfeito com seu salário no seriado e forjou a agressão para chamar atenção.

Fonte: UOL Cinemas // Maurício Dehò