Festival de Veneza premia com Leão de Ouro L’événement, longa sobre aborto

Publicado em 13/09/21 11:00

A diretora francesa Audrey Diwan saiu com o Leão de Ouro do Festival de Veneza pelo seu filme, L’événement. De acordo com o presidente do júri deste ano, o cineasta sul-coreano Bong Joon Ho, foi uma "decisão unânime". O longa adapta o romance homônimo da escritora Annie Ernaux sobre o aborto na França dos anos 1960, época na qual ele era ilegal.

Na competição principal teve destaque ainda o desempenho da Netflix que, segundo a Indie Wire, saiu com quatro prêmios, dois dos quais foram para o italiano É Stata la Mano di Dio. A performance de Penélope Cruz em Madres Paralelas, novo lançamento do diretor Pedro Almodóvar, assim como o roteiro de Maggie Gyllenhaal para The Lost Daughter também foram reconhecidas.

Confira a lista de vencedores:

  • Melhor Jovem Ator: Filippo Scotti (É Stata la Mano di Dio)
  • Prêmio Especial do Júri: Il Buco (dir. Michelangelo Frammartino)
  • Melhor Roteiro: Maggie Gyllenhaal (The Lost Daughter)
  • Melhor Ator: John Arcilla (On the Job: Missing 8)
  • Melhor Atriz: Penélope Cruz (Madres Paralelas)
  • Leão de Prata - Melhor Direção: Jane Campion (The Power of the Dog)
  • Leão de Prata - Grande Prêmio do Júri: É Stata la Mano di Dio, de Paolo Sorrentino
  • Leão de Ouro: L’événement, de Audrey Diwan

O Festival de Veneza aconteceu presencialmente e contou com a estreia de alguns títulos bastante aguardados, como Duna, de Denis Villeneuve, e Spencer, de Pablo Larraín, que conta a história do divórcio de Lady Di (Kristen Stewart) e príncipe Charles.

O Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Fonte: Omelete // Mariana Canhisares