DiCaprio compartilha texto condenando desmatamento na Amazônia e Bolsonaro

Publicado em 14/08/20 16:00

O ator Leonardo DiCaprio voltou a se posicionar contra queimadas na Amazônia, ao compartilhar um texto do jornal The Guardian em seu Instagram, que cita em tom crítico a gestão do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (sem partido).

Em 2019, o presidente acusou o ator americano e ambientalista Leonardo DiCaprio e a ONG WWF de financiarem queimadas criminosas no Brasil, sem apresentar provas. O ataque virou piadas nas redes sociais à época.

No texto compartilhado hoje por DiCaprio, acompanhado de um vídeo de queimadas, fala-se no aumento do desmatamento na floresta, em dados publicados recentemente pelo Inpe.

Do The Guardian: O número de queimadas na Amazônia brasileira em julho subiu 28% em relação ao mesmo mês no ano passado, de acordo com dados da agência Inpe [Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais]. Dados preliminares indicam aumento de 7% em agosto. O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, está sob pressão internacional para inibir as queimadas, mas duvidou publicamente delas no passado, culpando oponentes e comunidades indigenas"

O texto prossegue:

Os focos de incêndio do ano passado foram devastadores o suficiente, mas com o clima mais seco deste ano até agora (...), há preocupação de que o desmatamento no Brasil não esteja chamando atenção suficiente"

Em um ano, entre agosto do ano passado e julho deste ano, os alertas de desmatamento na Amazônia tiveram um aumento de 34,5%, na comparação com os 12 meses anteriores. É o maior valor dos últimos cinco anos, de acordo com dados divulgados nesta sexta-feira, 7, pelo Inpe.

Fonte: UOL Cinemas // UOL