Como 'Vikings' selou o destino de Lagertha em sua sexta e ultima temporada

Publicado em 13/02/20 05:00

"Vikings" está se despedindo do público. A primeira parte da sexta e última temporada da série já foi exibida no Fox Premium e está na Netflix desde o último dia 6. Agora, os fãs precisam esperar para ver como acaba a saga dos nórdicos —mas alguns personagens já tiveram seus destinos traçados nestes dez primeiros episódios, caso de Lagertha (Katheryn Winnick).

ATENÇÃO: O texto abaixo contém spoilers da sexta temporada de "Vikings". Não leia se não quiser saber o que acontece.

Lagertha, a guerreira que desde o início foi um dos grandes destaques de "Vikings", encontrou seu fim no sexto episódio da sexta temporada, "Death and the Serpent", surpreendentemente pelas mãos de Hivtserk (Marco Ilsø).

Quando White Hair (Kieran O'Reilly) invadiu a vila em que morava a antiga rainha de Kattegat, ela liderou um grande contra-ataque, que culminou em um confronto direto com o seu rival. O duelo intenso acabou com Lagertha, aparentemente derrotada, usando seu escudo em frangalhos para atingir a garganta de White Hair, que em seguida ela cortou usando a espada dele.

Gravemente ferida, ela subiu em um cavalo para procurar Bjorn, mas acabou na casa de Hivtserk, onde foi derrubada no chão sob uma forte chuva. Hivtserk, tendo fortes alucinações, saiu de casa e viu o que acreditava ser uma serpente gigante e a esfaqueou. No entanto, a serpente era Lagertha, que não resistiu e morreu.

Ao site TV Line, Katheryn Winnick se disse satisfeita com a despedida de sua personagem e entregou que a equipe da produção, liderada pelo showrunner Michael Hirst, não queria matá-la.

"Eu não podia pedir uma morte melhor. Eles não queriam me matar depois de seis temporadas, mas eu disse que Lagertha tinha que partir. Ela não é imortal, mas eu queria uma morte épica. Eu queria algo incrível. Nós matamos mais de 200 personagens ao longo dos anos, então eu sabia que podia passar despercebida, mas acho que Lagertha merecia algo diferente e com certeza de partir o coração, e acho que Michael fez um ótimo trabalho escrevendo aquilo".

Hirst, por sua vez, afirmou em entrevista ao programa Entertainment Tonight não foi fácil tecer o final da personagem: "A morte dela é uma tragédia. Eu chorei enquanto a escrevia, é de partir o coração". Para o showrunner, era importante que o adeus de Lagertha fosse um momento só dela —daí o fato de a sexta temporada ter se dedicado tanto à guerreira.

"Eu queria que ela tivesse sua própria história, por isso a aposentei e a tirei da aposentadoria, pois era o que a colocava na posição mais vulnerável", explicou Hirst à Variety. "Ela era a guerreira mais conhecida do mundo, ela não tinha como realmente se aposentar disso. Eu queria que a morte dela tivesse o maior impacto possível, já que há outras vindo por aí."

A escolha de Hivtserk

O roteirista admite que, à época em que foi feita a profecia de que Lagertha seria morta por algum dos filhos de Ragnar, ele ainda não sabia quem seria o responsável —apesar de todas as probabilidades apontarem para Ivar.

Lagertha (Katheryn Winnick) e Hvitserk  (Marco Ilsø) na sexta temporada de 'Vikings' - Divulgação
Lagertha (Katheryn Winnick) e Hvitserk (Marco Ilsø) na sexta temporada de 'Vikings'
Imagem: Divulgação

"Eu fiquei feliz que não foi Ivar, seria muito previsível", afirmou. "Fiquei feliz que ela não morreu deliberadamente. E fiquei feliz que esse era o destino que ela sempre soube, que algum deles iria matá-la".

Katheryn também aprovou a escolha do algoz de Lagertha: "Marco fez um ótimo trabalho de atuação, porque não é fácil ficar naquele estado por tanto tempo, e ele fez muito tempo. Fiquei feliz que foi Hivtserk, e não Ivar, Bjorn ou Ubbe. Eu não imaginava nenhum deles fazendo isso, e Hivtserk era o mais inesperado".

Gravações na chuva e no frio

A atriz ainda contou que foi desafiador gravar a cena da morte de Lagherta, a última que gravou em toda a série, já que na época fazia muito frio na Irlanda, país em que "Vikings" é gravada.

"A temperatura estava abaixo de zero, então, provavelmente, foi a cena fisicamente mais desafiadora de fazer, porque você não precisa só estar presente como ator, como também tentar não congelar até a morte", disse. "Nós tínhamos um médico presente no set, e, de tempos em tempos, tínhamos que entrar em uma 'hotbox', um trailer aquecido, pois o nosso corpo estava entrando em choque com a hipotermia. Foi uma loucura. Apesar de você estar com couro e tudo, você fica encharcado dos pés à cabeça".

Katheryn ainda disse que, apesar de aquela ser sua última cena na série, ela só pensava em ir embora. "Todo mundo queria aplaudir depois, porque era meu último momento, mas eu só queria ficar quente. Eu pensava 'ok, valeu, tenho que ir, vamos fazer outra festa depois'", brincou. "Foi uma gravação pesada, mas estou feliz que foi assim que acabou."

Fonte: UOL Cinemas // UOL