Belas Artes anuncia patrocínio de cervejaria e terá eventos musicais além de filmes

Publicado em 02/05/19 13:00

Após perder o patrocínio da Caixa e correr o risco de fechar as portas, o Cine Belas Artes, um dos mais tradicionais cinemas de rua de São Paulo, anunciou hoje seu novo patrocinador, a cerveja Petra. O cinema muda de nome, vira Petra Belas Artes e, além de filmes, trará eventos musicais e de artes cênicas a partir de julho ou agosto.

"Você não tem um espaço como este cinema em São Paulo, com múltiplas possibilidades. Vamos expandir o conceito de Belas Artes e trazer novos artistas", afirmou ao UOL o coordenador do cinema e ex-secretário municipal de cultura, André Sturm.

O anúncio foi feito em um evento durante a manhã no próprio Belas Artes, que contou com presença de jornalistas, representantes do setor audiovisual, da Petra e do secretário da Cultura do Estado de São Paulo, Sérgio Sá Leitão, que comemorou o anúncio do patrocínio. "É um cinema importante, que faz parte da cultura e da memória afetiva do paulistano."

O contrato com a cervejaria vale por cinco anos. Segundo Sturm, o valor, não revelado, é superior ao anterior firmado com a Caixa e será utilizado principalmente para arcar custos de aluguel, maior entrave financeiro do cinema, cerca de R$ 2 milhões ao ano. As mudanças de identidade serão feitas até a semana que vem.

"Esse é investimento sem benefício fiscal, que mostra a compreensão que a empresa tem com a cultura. Não precisou de incentivo para eles se interessarem. Vamos ter total autonomia", disse Sturm, que ressaltou a importância de firmar a parceria em tempos de boicote à cultura.

"O contato foi feito por nós logo que começou a circular a notícia de que a Caixa havia saído. Para nós, é importante porque o marketing já passou da fase de deixar de se posicionar. É preciso tomar atitude para fazer algo pelo Brasil", afirmou Eliana Cassandre, gerente de propaganda do Grupo Petrópolis.

Salvo pelo patrocínio

A existência do Belas Artes foi colocada em cheque no início deste ano com o anúncio da saída da Caixa como principal patrocinadora. Em um cenário de cortes na área promovidos pelo governo federal, a estatal optou por não renovar o contrato, expirado no último dia 31 de dezembro.

O cinema já havia fechado as portas em 2011, retornando em 2014. Na época, a Prefeitura de São Paulo, por meio da secretaria de Cultura, comandada por Juca Ferreira na gestão Fernando Haddad (PT), auxiliou na articulação de patrocínio após grande mobilização de políticos e sociedade civil.

Situado na esquina avenida Paulista com a avenida Consolação, o cinema é famoso por receber eventos e por contar com uma curadoria diversificada, diferente de outras redes comerciais, dando mais espaço a filmes nacionais e estendendo períodos de exibição.

Com seis salas de projeção, o Belas Artes já foi eleito em pesquisa Datafolha o melhor cinema de rua e o detentor da melhor programação alternativa de São Paulo.

Fonte: UOL Cinemas // Leonardo Rodrigues