Chris Rock estrela novo 'Jogos Mortais': 'Me dou melhor em coisas sombrias'

Publicado em 17/06/21 05:00

Chris Rock estrela novo 'Jogos Mortais': 'Me dou melhor em coisas sombrias'

Chris Rock em cena de 'Espiral: O Legado de Jogos Mortais'
Chris Rock em cena de 'Espiral: O Legado de Jogos Mortais'
Divulgação

Renata Nogueira

De Splash, em São Paulo

17/06/2021 04h00

Como falar de Chris Rock e não pensar em humor? Criador de um fenômeno de audiência no Brasil, a série de comédia "Todo Mundo Odeia o Chris" (no ar na RecordTV), baseada em sua própria vida, o ator, produtor e diretor sabe bem como usar sua graça.

E surpreende ao levá-la para outro nicho.

Continua depois da publicidade

Chris Rock é o protagonista e produtor de "Espiral - O Legado de Jogos Mortais", longa derivado de uma das franquias de terror mais famosas e lucrativas do cinema. O filme, que estreia hoje, tem a direção de Darren Lynn Bousman, que já havia feito "Jogos Mortais" 2, 3 e 4.

Splash falou com eles!

Previsto originalmente para estrear em maio de 2020, "Espiral: O Legado de Jogos Mortais" foi adiado por causa da pandemia e só chegou às salas de cinema dos Estados Unidos um ano depois. Aqui no Brasil, o filme chega um pouco depois, já que os cinemas chegaram a reabrir e fecharam de novo.

Fã de longa data da saga de terror, Chris Rock escreveu a história do novo filme, e entregou para os roteiristas Pete Goldfinger e Josh Stolberg desenvolverem. A dupla é a mesma que levou o último capítulo da franquia, "Jogos Mortais: Jigsaw" (2017), aos cinemas.

Fazer o filme foi bem difícil, mas esses últimos 12 meses... Cara, não tem como amenizar isso, na verdade são 14, 15 meses de pandemia? Foram tempos devastadores para todo mundo.

Chris Rock

Continua depois da publicidade

No filme, Chris Rock é Zeke Banks, um policial que segue o legado de seu pai Marcus Banks (papel de Samuel L. Jackson, outro nome de peso no elenco) na posição de delegado. Zeke tem seus próprios métodos de investigação e não se dá muito bem com os colegas por discordar de ações do departamento.

Divulgação - Divulgação
Samuel L. Jackson é o pai do personagem de Chris Rock no novo filme de 'Jogos Mortais'
Imagem: Divulgação

É justamente nos momentos em que Zeke tem que lidar com bandidos, traficantes e todo tipo de fora da lei que o humor fino e de crítica social de Chris Rock aparece. Mesmo em um filme sanguinolento como "Jogos Mortais".

Já percebi que eu sou mais engraçado em um drama do que em uma comédia. Até mesmo nos meus shows de stand up. Sou muito mais engraçado quando falo sobre coisas que não têm graça.
Chris Rock

Foi o humor sarcástico do comediante que o levou a virar uma das estrelas do "Saturday Night Live" nos Estados Unidos e a apresentar o Oscar duas vezes, inclusive na edição de 2016 marcada pela polêmica do #OscarsSoWhite, em que fez um discurso humorado e afiado contra o racismo da própria Academia.

Continua depois da publicidade
Eu sou mais engraçado em um filme de Martin Scorsese do que em uma comédia de Judd Apatow. Me dou melhor em coisas sombrias.
Chris Rock

Foi com essa ideia de testar seu humor fora da caixa que Chris Rock idealizou o filme dirigido por Darren Lynn Bousman, que retornou à franquia de terror após 14 anos. Apesar do rótulo terror, "Espiral" é classificado mais como um suspense, ainda que não poupe nas famosas cenas de tortura explícita.

Divulgação - Divulgação
O diretor Darren Lynn Bousman entre Chris Rock e Samuel L. Jackson, estrelas do novo 'Jogos Mortais'
Imagem: Divulgação
Quando promovi 'Jogos Mortais 4' eu falei que já tinha dado para mim, que ia me aposentar da franquia. Mas uma coisa importante que aprendi com 'Espiral' é 'nunca diga nunca'.
Darren Lynn Bousman, diretor

O diretor já tinha "superado" a franquia por acreditar que não tinha mais histórias para explorar ali. Até ele ser procurado por Chris Rock. Pensando também como um fã dos filmes, Bousman entendeu que a visão de Rock era o elemento novo que precisava e foi convencido a voltar.

Continua depois da publicidade
Quando eu soube que existia uma versão de Chris Rock, como cineasta e fã de terror pensei que eu pagaria para ver o filme nem que fosse só por curiosidade. E topei voltar.
Darren Lynn Bousman

No longa, o personagem de Chris investiga uma série de assassinatos com detalhes semelhantes aos dos filmes anteriores. Só que desta vez o misterioso Jigsaw (ou algum imitador) está matando apenas policiais. A trama gira em torno das misteriosas caixas verdes e as espirais vermelhas da franquia.

Divulgação - Divulgação
Cena de 'Espiral: O Legado de Jogos Mortais'; alvo de Jigsaw agora é a polícia
Imagem: Divulgação

Mesmo cientes do potencial de levar milhões de pessoas aos cinemas, Chris Rock e o diretor do novo "Jogos Mortais" deixam um recado importante para os brasileiros. Para irem aos cinemas apenas se estiverem saudáveis e seguros para curtir totalmente a experiência.

Não se arrisque por um filme. Mas se você estiver vacinado, com sua máscara e tudo mais, aí sim. Por que não se divertir?

Chris Rock

Continua depois da publicidade

Vacinados nos Estados Unidos, Darren, que vive em Los Angeles, e Chris, que vive em Nova York, pretendem retomar o hábito.

Nada como estar em uma sala com outros fanáticos por terror e assistir Chris Rock e Samuel L Jackson na telona. Sorrir e ficar com nojo juntos é uma distração bem-vinda.
Darren Lynn Bousman

Fonte: UOL Cinemas