'Babenco', de Bárbara Paz, é escolhido para representar o Brasil no Oscar

Publicado em 18/11/20 15:00

"Babenco - Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou", de Bárbara Paz, foi o longa-metragem escolhido pela Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais para representar o Brasil na busca por uma indicação ao Oscar 2021, na categoria Melhor Filme Internacional.

O filme foi selecionado pelo Comitê de Seleção, presidido por Viviane Ferreira e composto por André Ristum, Clélia Bessa, Leonardo Monteiro de Barros, Lula Carvalho, Renata Maria de Almeida Magalhães e Toni Venturi — todos profissionais do audiovisual indicados pela Academia.

A atriz e diretora comemorou a escolha do documentário nas redes sociais. "Emocionada! Hector sorrindo lá em cima", escreveu.

A estreia do documentário nos cinemas brasileiros foi adiada por causa da pandemia do novo coronavírus. Inicialmente, o filme seria lançado em 9 de abril.

"Babenco" faz um raio-x da vida e da obra do cineasta Hector Babenco, conhecido por títulos como "Pixote: A Lei do Mais Fraco" e "Carandiru", que morreu em 2016, vítima de câncer. Bárbara Paz foi mulher de Babenco em seus últimos anos.

O filme foi contemplado com um prêmio especial no Festival de Veneza do ano passado.

Inscrições

Ao todo, foram 19 longas inscritos para a disputa na Academia. Entre eles, estavam "Narciso em Férias, de Ricardo Calil; "Marighella", de Wagner Moura; e "Minha Mãe é Uma Peça 3", de Susana Garcia.

Também por causa da pandemia, a 93ª edição do Oscar será realizada no dia 25 de abril de 2021. O período de elegibilidade das obras é de 1º de janeiro de 2020 a 28 de fevereiro de 2021. A lista dos indicados será anunciada no dia 15 de março.

Confira o trailer de "Babenco - Alguém Tem Que Ouvir o Coração e Dizer: Parou":

Fonte: UOL Cinemas // UOL