Diretor diz por que A Maldição da Chorona não é do universo Invocação do Mal

Publicado em 14/06/21 20:00

O diretor Michael Chaves não considera seu filme A Maldição da Chorona, de 2019, parte do universo compartilhado de Invocação do Mal (que inclui os três filmes focados na Família Warren, os dois filmes sobre Annabelle e A Freira). Em entrevista ao Dread Central, o cineasta explicou o motivo da separação entre franquias, mesmo com easter eggs conectando as produções.

“A simples razão pela qual A Maldição da Chorona não é parte do universo de Invocação do Mal é que o filme foi feito sem um dos produtores da franquia, então tecnicamente ela não pode ser incluída de forma plena", explicou Chaves. Questionado sobre as duas referências que conectam Chorona a outros filmes da franquia, a presença do padre Perez (Tony Amendola, reprisando papel de Annabelle) e uma imagem da boneca amaldiçoada, ele justificou: "O plano era que você entraria e pensaria: 'Ó, meu Deus, eles são conectados'. Mas nós não deveríamos, desde o início, ter feito isso".

Em 2019, entretanto, o cineasta adotava um discurso diferente, tendo até falado sobre outras ideias que deixariam a conexão de A Maldição da Chorona com Invocação do Mal ainda mais evidentes. Uma delas faria referência direta ao casal Warren, por exemplo.

Nos cinemas desde 3 de junho e previsto para integrar o catálogo do HBO Max, que chega ao Brasil em 29 de junho, o capítulo mais recente da franquia Invocação do Mal, Invocação do Mal 3: A Ordem do Demônio, traz o casal de investigadores paranormais vivido por Patrick Wilson e Vera Farmiga enfrentando mais uma vez uma história de horror inspirada em um caso real, investigado pelo verdadeiro casal Warren. O Omelete explicou mais sobre isso aqui, e ainda conversou com os atores sobre o retorno à franquia após cinco anos em que apenas derivados deram as caras nas telonas.

Fonte: Omelete // Eduardo Pereira