Viola Davis

Viola Davis (St. Matthews, 11 de agosto de 1965) é uma atriz e produtora norte-americana. Vencedora de um Óscar, um Emmy Award e dois Tony Awards, dessa forma alcançando a Tríplice Coroa da Atuação. Foi considerada pela Time uma das 100 pessoas mais influentes do planeta em 2012 e em 2017.Graduada na Juilliard School em 1993, Davis começou sua carreira atuando em peças de teatro e em papéis coadjuvantes no cinema. É considerada uma das maiores e mais versáteis atrizes das artes cênicas. Seus primeiros papéis de destaque vieram pelos filmes Kate & Leopold (2001) e Far from Heaven (2002), e pela série de televisão Law & Order: Special Victims Unit da NBC. Em 2001 ela venceu o Tony Award de Melhor Atriz Coadjuvante em Peça pelo seu papel como Tonya na produção original de King Hedley II.

No entanto Davis alcançou maior sucesso pelo seu desempenho no drama Doubt (2008), que lhe rendeu diversas indicações, incluindo Oscar, Globo de Ouro e SAG Award, todos na categoria de Melhor Atriz Coadjuvante. Em 2010 ela recebeu o seu segundo Tony Award de Melhor Atriz Principal em Peça pela sua performance no revival da peça vencedora do Prémio Pulitzer de Teatro de August Wilson Fences (1983). Pelo seu desempenho como uma empregada doméstica na comédia dramática The Help (2011) foi indicada ao Oscar de Melhor Atriz, Globo de Ouro de Melhor Atriz - Drama, BAFTA de Melhor Atriz, e venceu o SAG Award de Melhor Atriz Principal.Em 2016 Davis atuou no seu maior sucesso comercial no filme do Universo Estendido DC, Suicide Squad onde interpretou a vilã Amanda Waller e na aclamada adaptação cinematográfica de Fences. Pelo segundo ela venceu seu primeiro Globo de Ouro e foi novamente indicada ao SAG Award, BAFTA e Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante, tornando-se a atriz negra com maior número de indicações ao Oscar da história.

De 2014 a 2020 Davis interpretou a advogada Annalise Keating na série de televisão How to Get Away with Murder da ABC e em 2015 se tornou a primeira atriz negra a vencer o Emmy de Melhor Atriz em Série Dramática. Pelo seu desempenho ela também recebeu duas indicações ao Globo de Ouro de Melhor Atriz em Série Dramática e venceu dois SAG Awards de Melhor Atriz em Série Dramática, em 2015 e 2016.

Em 2017 ganhou o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante por seu desempenho em Fences. Ao ganhar o prêmio ela tornou-se a primeira atriz negra a obter a Tríplice Coroa de Atuação, termo usado para descrever atores que foram premiados por sua atuação com os três prêmios de maior prestígio relacionados a essa arte, respectivamente o Oscar no cinema, o Emmy na televisão e o Tony no teatro.