Bradley Cooper

Bradley Charles Cooper (Filadélfia, 5 de janeiro de 1975) é um ator, cineasta e produtor americano. Começou sua carreira como convidado na série de televisão Sex and the City em 1999. Após ter concluído o Mestrado em Belas Artes em Atuação na Actors Studio no ano seguinte, realizou sua primeira aparição no cinema no filme Wet Hot American Summer (2001); ganhou algum reconhecimento como Will Tippin na telessérie Alias (2001–2006). O artista fez sua estreia no cinema de Hollywood em Wedding Crashers (2005), e continuou a fazer aparições tanto filmes como em séries televisivas.

Cooper logrou fama em 2009 por ter interpretado Phil Wenneck na comédia The Hangover (e suas sequências), pela qual foi nomeado ao Prêmio MTV Movie de Melhor Atuação Cômica e ao Prêmio Satellite de Melhor Ator em Filme de Comédia ou Musical. Nos dois anos seguintes, o ator recebeu diversas indicações a variados prêmios por suas interpretações em filmes como The A-Team (2010), Limitless e The Hangover Part II (ambos em 2011). Em 2012, recebeu aclamação por parte dos críticos especializados por sua interpretação como Pat Solitano no filme Silver Linings Playbook, pelo qual alcançou sua primeira indicação ao Oscar de Melhor Ator e aos prêmios BAFTA, Globo de Ouro e Screen Actors Guild na mesma categoria e ganhou o National Board of Review. Pelo seu papel como o agente Richard DiMaso, em American Hustle (2013), recebeu sua segunda indicação ao Oscar, BAFTA, Globo de Ouro e Satellite — além dos Prêmios Critics' Choice Movie e Teen Choice, só que desta vez, na categoria de Melhor Ator Coadjuvante; em conjunto com seus colegas, ganhou Melhor Elenco em Cinema na 20.ª edição dos Prêmios Screen Actors Guild.

No ano de 2014, ele estrelou os filmes Guardians of the Galaxy, Serena e American Sniper, nos quais interpretou Rocket Raccoon, George Pemberton e Chris Kyle, respectivamente. Por este último, principalmente, foi congratulado pela crítica cinematográfica e novamente nomeado ao Oscar de Melhor Ator e Melhor Filme, tornado-o o décimo ator na história a receber uma indicação ao prêmio em categoria de atuação por três anos consecutivos. Seus próximos sucessos foram em Aloha, Joy (ambos de 2015), War Dogs (2016), Guardians of the Galaxy Vol. 2 (2017) e Avengers: Infinity War (2018). No teatro, ganhou destaque por sua atuação como Joseph Merrick na peça The Elephant Man, exibida na Broadway. O papel rendeu-lhe indicações a múltiplos prêmios, como Drama Desk, Dorian e Tony. Em 2018, Cooper realizou sua estreia como diretor com o filme A Star Is Born, no qual atuou ao lado de Lady Gaga, e para o qual contribuiu também com o roteiro e trilha sonora. Após o lançamento da película, ele recebeu inúmeros elogios dos críticos e foi nomeado aos BAFTA num recorde cinco de categorias: de Melhor Filme (como produtor), Melhor Diretor, Melhor Ator, Melhor Roteirista e Melhor Compositor; ao Globo de Ouro de Melhor Ator em Filme Dramático e Melhor Diretor, Screen Actors Guild na categoria de atuação, Sindicato dos Diretores da América para Excelência na Direção de um Longa-metragem e Melhor Primeiro Trabalho, Sindicato dos Produtores da América de Melhor Filme e ao Sindicato dos Roteiristas da América de Melhor Roteiro Adaptado, ao passo que venceu o National Board of Review de Melhor Diretor.

Sua vida pessoal é objeto de constante atenção da mídia. Ele foi casado com Jennifer Esposito de 2006 a 2007, e manteve um relacionamento com Irina Shayk (com quem tem uma filha) de 2015 até 2019. O ator apoia várias organizações que ajudam as pessoas a combater o câncer. Como uma figura pública, Cooper é citado como uma das pessoas mais influentes e poderosas na indústria de entretenimento americana, assim como o homem mais atraente do mundo por vários meios de comunicação, os quais consideram-no um símbolo sexual. Em 2011, a revista People nomeou-o o Homem Mais Sensual do Mundo. Entre os anos de 2013 e 2015, foi um dos atores mais bem pagos do mundo, além de ter aparecido na lista Celebrity 100 da Forbes em duas ocasiões e na lista da Time das 100 pessoas mais influentes do mundo em 2015. Até julho de 2018, ele era a décima quinta pessoa de maior bilheteria de todos os tempos na América do Norte, com seus filmes fazendo mais de 7,8 bilhões de dólares ao redor do mundo.