Adriana Esteves

Adriana Esteves Agostinho Brichta (Rio de Janeiro, 15 de dezembro de 1969) é uma atriz brasileira conhecida por seu trabalho no cinema, na televisão e no teatro.Ganhou destaque nos anos 90 interpretando protagonistas nas novelas Pedra sobre Pedra (1992), A Indomada (1997) e Renascer (1993), onde recebeu críticas negativas por seu trabalho até se estabelecer como uma atriz de prestígio graças ao seu desempenho na novela Torre de Babel (1998) e no filme As Meninas, baseado no romance homônimo de Lygia Fagundes Telles, pelo qual recebeu o prêmio de melhor atriz no Festival Internacional de Cinema de Cartagena, em 1996, na Colômbia. Outros trabalhos notáveis incluem as novelas O Cravo e a Rosa (2000), Coração de Estudante (2002), A Lua Me Disse (2005) e a série de comédia Toma Lá, Dá Cá (2006–2009), os dois últimos em parceria com Miguel Falabella.Conquistou elogios da crítica e do público ao interpretar antagonistas em novela das nove, em especial pelas performances como Carminha, Laureta e Thelma nas novelas Avenida Brasil (2012),, Segundo Sol (2018), (ambas em pareceria com João Emanuel Carneiro) e Amor de Mãe (2021), respectivamente. Por seu desempenho em Avenida Brasil, foi premiada com o Prêmio APCA, Troféu Imprensa e Melhores do Ano como melhor atriz, além de indicações a diversos outros prêmios. Também foi indicada ao Emmy Internacional na categoria de Melhor Atriz pela sua interpretação como Dalva de Oliveira na minissérie Dalva e Herivelto: Uma Canção de Amor (2011) e pela minissérie Justiça (2016), juntando-se a Lília Cabral e Fernanda Montenegro como as únicas brasileiras com duas indicações ao importante prêmio.